Café antes do Treino – QUAL A RELAÇÃO?

Café antes do Treino – QUAL A RELAÇÃO?

Qual é a relação do café antes do Treino? Sabemos que o café é um excelente recurso ergogênico (melhora O rendimento esportivo). Mas como devemos consumir?

Café 30 minutos antes do Treino

Utilizar o café ou a cafeína 30 minutos antes do treino, resulta na melhora no desemprenho, redução da fadiga e aumenta o estado de alerta. Pode ser utilizada também no pós-treino com o objetivo de recuperação muscular. Ela terá um efeito analgésico atuando assim na dor muscular.

Dose recomendada: 3 a 6mg de cafeína por kg de peso corporal. Exemplo, uma pessoa com 70kg a dose vai variar de 210mg a 420mg/dia.

 

 

O consumo de alta dosagem pode aumentar o risco de desidratação, devido sua ação diurética, como também, pode provocar ansiedade, nervosismo, dificuldade de concentração, desconforto gastrointestinal, insônia e irritabilidade, por isso doses elevadas devem ser usadas com cuidado, pois nem todos toleram cafeína. Sempre testar nos treinos.
Evitar consumir após às 17:00 horas.

Além disso, não necessariamente você precisa ser um atleta para usufruir dos benefícios do consumo de café, pois ele contém vários benefícios: 

 

Os benefícios do café para a sua saúde:

 
  • Acelera o metabolismo e queima calorias
  • Fortalece a memória
  • Garante mais atenção ao volante
  • Fortalece o coração
  • Diminui o diabetes
  • Alivia os sintomas do mal de Parkinson
  • Protege contra o Alzheimer

 

Foi descoberto, por exemplo, que o café conta com potássio, zinco, ferro, magnésio e diversos minerais em pequenas quantidades além da cafeína. Ainda possui aminoácidos, proteínas, lipídeos, além de açúcares e polissacarídeos. Segundo o site da ABIC, o principal segredo é que o café possui uma enorme quantidade de polifenóis antioxidantes, chamados ácidos clorogênicos (que também ajuda na perda de peso).

 

Por:

Fernanda Garcia - Nutricionista esportiva e Ed. Física - 4x Ironman. Finisher IM Kona.

Siga a Fê no Instagram! @garciananda

 

Referências

Florez J. Farmacologia humana. 2ª ed. Masson-Salvat, 1994.
Clark N. Mitos y realidades de la cafeína. Medicina y Ciencia de la Actividad Fisica 1995;1:7-9.
Burke, Louise M. Caffeine and sports performance. Appl. Physiol. Nutr. Metab., 33:1319-1334 (2008)